Hyundai-HMB alcança a mais alta posição no ranking de satisfação entre os proprietários de veículos – VOSS Brasil 2014

(897.8 KB)

COMPARTILHAR

Volkswagen Gol G4 (Carro subcompacto), Hyundai-HMB HB20 (Hatch compacto de entrada) Renault Logan (Sedã compacto de entrada) e Ford New Fiesta (Hatch compacto superior) foram os melhores classificados em seus respectivos segmentos

SÃO PAULO: 13 de agosto de 2014 — A Hyundai-HMB foi eleita como a empresa com maior índice de satisfação entre os proprietários de veículos novos no Brasil de acordo com o estudo realizado pela J.D. Power do Brasil “VOSS Brasil 2014 - Vehicle Ownership Satisfaction StudySM”, divulgado hoje durante a Cerimônia de Abertura do 24º Congresso da Fenabrave. Ford, Hyundai, Renault e Volkswagen tiveram um modelo premiado cada.

Em sua quarta edição no Brasil, o estudo VOSS é realizado anualmente e avalia a experiência vivenciada por proprietários de veículos novos (12 a 36 meses após a compra), em quatro fatores de satisfação.  Em ordem de importância, são eles: Custo de propriedade do veículo, o que inclui consumo de combustível, seguro e manutenção/conserto (42%); Experiência pós-venda (23%); Design e desempenho do veículo, o que inclui conforto e recursos (19%); além de Qualidade/Confiabilidade do veículo (16%).

Hyundai-HMB recebe maior pontuação

Aparecendo no estudo pela primeira vez, a Hyundai-HMB obteve a melhor pontuação (788 em uma escala de 1.000) e apresentou também um bom desempenho no fator custo de propriedade.

Seguido da Hyundai-HMB ficou a Toyota (783), com bom desempenho em qualidade/confiabilidade do veículo.

Entre as marcas que obtiveram pontuações acima da média da indústria brasileira, encontram-se outras cinco asiáticas: Honda (774), Kia (762), Nissan (748), Mitsubishi (745), Hyundai-CAOA (742) e uma europeia, a Volkswagen (738).  

Entre os modelos premiados, em seus respectivos segmentos, estão o Volkswagen Gol G4 (Carro subcompacto), o Hyundai-HMB HB20 (Hatch compacto de entrada) Renault Logan (Sedã compacto de entrada) e o Ford New Fiesta (Hatch compacto superior).

Concessionárias perdem a oportunidade de gerar maior satisfação dos proprietários

Em 2014, o índice médio de satisfação geral foi de 731 pontos, apresentando uma pequena queda em relação a 2013 (733).  O índice de satisfação dos proprietários brasileiros é menor do que aqueles obtidos nos outros mercados, onde a J.D. Power realiza o estudo VOSS, a exemplo da Alemanha (788) e do Reino Unido (772).

Em particular, o índice de satisfação no Brasil deixa a desejar em um quesito importante como atendimento pós-venda, o que inclui tempo de espera do cliente, entrega do veículo no prazo prometido e tempo de preparo da documentação.

Diante de uma economia desaquecida e da queda superior a 7% ao ano nas vendas de veículos de passageiros, registrada no primeiro semestre, as montadoras no Brasil poderiam obter benefícios se concentrassem suas atenções em melhorar a experiência geral que proporcionam a seus clientes, principalmente no atendimento pós-venda.

“O mercado automobilístico brasileiro vive um momento difícil. As montadoras e as concessionárias deveriam se esforçar para diversificar ainda mais suas receitas e lucros, com a ampliação de suas atividades de atendimento pós-vendas, a fim de manter a rentabilidade, em um mercado desacelerado de veículos novos”, explicou Jon Sederstrom, diretor nacional da J.D. Power do Brasil. 

Segundo Sederstrom, a maioria das concessionárias europeias e norte-americanas dependem muito menos das vendas de novos veículos do que as brasileiras.  Esta diversificação financeira se deve, em parte, da importânca que as concessionárias atribuíram à experiência vivenciada no serviço de atendimento ao cliente.  Elas reconheceram que o tempo do cliente, sua conveniência e seu dinheiro são valiosos.  Em vista disso, empenharam-se em mudar o foco no veículo para um foco dirigido à ajuda dada ao cliente, por meio da oferta de transporte alternativo como conveniência, da entrega do veículo no dia marcado e da redução do tempo gasto com o processamento da documentação.

A importância da qualidade no Pós-Venda

O estudo observou também que uma das maneiras mais eficazes de incrementar o atendimento pós-venda é proporcionar uma experiência altamente satisfatória para os clientes existentes.  Em todo este mercado, a satisfação com a concessionária no atendimento pós-vendas ficou estagnada nos últimos dois anos, com uma pontuação geral de 765, em 2014, em comparação com 764, em 2012, e 763, em 2013 — menor do que aquelas obtidas nos outros mercados onde a J.D. Power realiza o VOSS.

Mesmo com 89% dos proprietários de novos veículos, no Brasil, indicando que agendam suas visitas na data desejada, esta porcentagem é menor do que a obtida nos Estados Unidos (95%), no Reino Unido (94%), no Canadá (93%), na Alemanha (93%) e no México (90%).
                                                                                                                               
As concessionárias brasileiras trabalham para garantir que seus técnicos de serviços recepcionem prontamente os clientes.  O estudo descobriu que, no Brasil, 32% dos clientes desta área esperam cinco minutos ou até mais antes que alguém se aproxime.  Em comparação, apenas 10% dos clientes do Reino Unido e 18% da Alemanha precisam esperar este tempo antes de serem recepcionados por um técnico de serviços.
Ter o veículo pronto na data prometida também é fundamental.  Os proprietários de novos veículos são pessoas ocupadas, tanto profissionalmente como pessoalmente, e dependem de seus veículos para a realização de suas atividades diárias.  No entanto, as concessionárias brasileiras deixam de entregar 10% dos veículos na data prometida.  Além disso, nem é prometida uma data e uma hora de entrega para cerca de 10% dos clientes.
Uma experiência insatisfatória no atendimento pós-venda tem um grande impacto na satisfação, algo que as montadoras e concessionárias deveriam prestar mais atenção, pois impacta diretamente na fidelidade, na retenção do serviço e nas vendas de novos veículos.  Entre os clientes que levam seus veículos para a concessionária, 28% afirmam que “definitivamente retornarão” à concessionária para serviços pagos pelo cliente.  Se as concessionárias puderem melhorar em pelo menos 5%, os principais processos, a exemplo daqueles mencionados acima, os dados do estudo VOSS sugerem que estas melhorias poderiam aumentar a retenção de seus clientes para 34% e suas receitas anuais, por cliente, em R$ 83,00.

O VOSS Brasil 2014

O estudo “Vehicle Ownership Satisfaction Study” de 2014, realizado no Brasil, se baseia nas avaliações feitas por cerca de 9.000 entrevistados online, proprietários de novos veículos, após 12 a 36 meses da compra.  A satisfação geral é expressa com uma pontuação, baseada em uma escala de 1.000, onde uma maior pontuação indica uma maior satisfação.  O estudo foi realizado, entre os meses de março e junho de 2014.  O estudo VOSS Brasil 2014 incluiu 85 modelos de veículos, 12 modelos a mais que em 2013.

Sobre a J.D. Power do Brasil

Estabelecida em São Paulo desde 2010, a J.D. Power do Brasil realiza pesquisas de satisfação com consumidores, além de prestar serviços de consultoria e inteligência de mercado para a indústria automotiva — montadoras e concessionárias. Informações relativas à J.D. Power do Brasil e seus produtos podem ser acessadas através do site .

Sobre a J.D. Power

A J.D. Power é uma empresa global de serviços de informação de marketing que atua na área de melhoria de desempenho, mídias sociais, e insights e soluções sobre a satisfação do cliente. As métricas de satisfação e qualidade da empresa são baseadas nas respostas de milhões de consumidores anualmente. Com sede em Westlake Village, Califórnia, a J.D. Power possui escritórios na América do Sul, América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico. Para mais informações sobre classificações e avaliações de veículos, seguro de automóveis, seguro-saúde,  telefones celulares e outros assuntos, acesse JDPower.com.  A J.D. Power é uma subsidiária comercial da McGraw Hill Financial.

Sobre a McGraw Hill Financial

www.mhfi.com

Contatos da Assessoria à Imprensa para a J.D. Power

Heloisa Picos; Gaspar & Associados; São Paulo, Brazil; (11) 3037-3226; hpicos@gaspar.com.br
Renata Cerolini; Gaspar & Associados; São Paulo, Brazil; (11) 3037-3231; renatacerolini@gaspar.com.br
Marcela Villa; Gaspar & Associados; São Paulo, Brazil; (11) 3037-3214; marcelavilla@gaspar.com.br
John Tews, J.D. Power, Troy, Michigan, 248-680-6218, media.relations@jdpa.com

As informações contidas neste comunicado à imprensa não podem ser usadas para fins promocionais ou de propaganda, sem o expresso consentimento, por escrito, da J.D. Power. www.jdpower.com

Siga-nos no Twitter @jdpower

Fontes de comparação: J.D. Power 2013 Canadian Vehicle Ownership Satisfaction StudySM (VOSS); J.D. Power 2014 U.S. Customer Service Index (CSI) StudySM; J.D. Power 2014 UK Vehicle Ownership Satisfaction StudySM (VOSS); J.D. Power 2014 Germany Vehicle Ownership Satisfaction StudySM (VOSS); and J.D. Power 2013 Mexico Vehicle Ownership Satisfaction StudySM (VOSS)

VOSS Brasil 2014

VOSS Brasil 2014

VOSS Brasil 2014

J.D. Power Ratings

For additional J.D. Power ratings data, please visit www.jdpower.com/cars and www.jdpower.com/ratings.